7 Mistérios que rondam o rei Salomão. O que há entre o sagrado e o oculto?

Mistérios ancestrais e rituais esquecidos, o Testamento de Salomão revela uma dimensão onde o divino e o demoníaco entrelaçam-se na

Publicado 27/12/2023 às 10:33 por Alex Torres

Continua após a publicidade..

O Templo Velado em Mistérios

Em meio às páginas amareladas pelo tempo e à poeira que esconde segredos milenares, fala-se de uma estrutura imponente erguida sob o céu de Jerusalém — o Templo de Salomão. Concluído em 957 a.C., durante o reinado do próprio rei Salomão, o templo foi um bastião de esplendor até a sua destruição em 586 a.C. por Nabucodonosor II. Dentro de suas paredes, escondia-se o Sancta Sanctorum, um recinto tão sagrado que apenas o sumo sacerdote ousava entrar, uma vez ao ano, para realizar o ritual de expiação.

Os Construtores das Sombras

Contudo, uma narrativa alternativa emerge do Testamento de Salomão, um documento que se distancia das escrituras sagradas e é rejeitado tanto pelo judaísmo quanto pelo cristianismo. O texto sugere que demônios, e não homens, erigiram o majestoso templo. Revela-se um método para invocar entidades de outros planos, seja para comunicar-se ou para celebrar pactos enigmáticos que prometem poderes e proteção.

O Anel de Poder

Imagem gerada por IA

O ponto central desse relato arcano é um anel mágico presenteado a Salomão pelo arcanjo Miguel. Este artefato concedia ao monarca a habilidade de subjugar os seres das trevas e até comunicar-se com os animais. Mencionam-se símbolos como o hexagrama ou o pentagrama, que simbolizariam a conexão entre o mundo material e o etéreo.

Continua após a publicidade..

Lemégeton e a Engenharia do Oculto

Outra obra de igual fascínio é o Lemégeton Clavículas Salomonis, também atribuída a Salomão. Este manuscrito expõe fórmulas para conjurar e dominar entidades sobrenaturais. As 72 “chaves” contidas na obra correspondem ao número de demônios que Salomão teria capturado e encerrado em recipientes lacrados com selos místicos.

Tecnologia Divina e Poderes Inimagináveis

Para além da capacidade de controlar espíritos e demônios, Salomão teria recebido de Deus objetos de alta tecnologia: a Mesa de Salomón e uma coroa ou diadema. A Mesa, coberta de ouro puro e inscrita com o nome verdadeiro de Deus, supostamente projetava imagens do passado e do futuro, enquanto o diadema teria o poder de teletransportar objetos.

As Advertências de Giordano Bruno

A história e seus ecos nos lembram que, apesar da tentação do poder, existem perigos inerentes aos rituais e pactos com entidades sombrias. Giordano Bruno, um monge italiano, queimado pela Igreja no século XVI, advertia sobre o perigo dessas práticas, alegando que os seres invocados eram mestres do engano, capazes de escravizar aqueles que buscam se aproveitar de seus poderes.

Um Legado Oculto Entre as Sombras da História

  • O Testamento de Salomón e seus segredos controvertidos permanecem como um tabu para as religiões estabelecidas.
  • O anel de Salomón e as clavículas representam um cruzamento entre a fé e o esoterismo, onde a linha entre o divino e o demoníaco é tênue.
  • As tecnologias atribuídas a Salomón ecoam histórias de outros objetos enigmáticos encontrados em diversas culturas.
  • O conhecimento sobre entidades obscuras é um fio condutor na trama da narrativa humana, um enigma que se estende por todas as civilizações.

Em última instância, o legado de Salomão oferece mais perguntas do que respostas. Ele nos desafia a olhar além da superfície e a considerar as possibilidades de uma história não contada, onde os limites entre o mito e a realidade são difusos e onde os segredos aguardam pacientemente para serem redescobertos pelas mentes dispostas a explorar os recônditos mais sombrios do conhecimento ancestral.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade