A verdade sobre a dependência financeira dos jovens americanos

Um relatório recente do Pew aponta que a juventude americana enfrenta dificuldades para arcar com suas despesas, recorrendo frequentemente ao auxílio dos pais

Publicado 27/01/2024 às 18:39 por Carlos Trindade

Continua após a publicidade..

Constata-se que uma quantidade significativa de estadunidenses, com idades entre 18 e 34 anos, não se considera completamente independente no aspecto financeiro. Segundo uma pesquisa do Pew, menos da metade dessa faixa etária se enxerga nessa situação. Curiosamente, aproximadamente metade desses jovens já recebeu algum tipo de auxílio monetário dos pais, em sua maioria, com o objetivo de minimizar os custos do dia a dia.

Apesar das adversidades, h√° um otimismo generalizado entre os jovens adultos, onde a grande maioria acredita que, em algum momento futuro, n√£o precisar√£o mais do suporte financeiro parental.

Compara√ß√Ķes entre gera√ß√Ķes: educa√ß√£o e emprego versus d√≠vidas

Comparando com a geração de seus pais há trinta anos, os jovens adultos de hoje apresentam maior probabilidade de estarem empregados em tempo integral e possuírem um nível de educação superior. No entanto, essas vantagens não parecem ser suficientes para solucionar as dificuldades financeiras enfrentadas por eles, que incluem um aumento tímido nos salários e um crescimento considerável do endividamento estudantil.

Continua após a publicidade..

O levantamento mostra que o percentual de indivíduos na casa dos 30 anos com dívidas de empréstimos estudantis dobrou ao longo desse período, e as estatísticas também revelam um aumento acentuado para aqueles na faixa dos 20 anos.

Outro problema em crescimento √© o custo da moradia, que muitas vezes demanda aux√≠lio financeiro dos pais. A an√°lise do Pew destaca que os americanos com menos de 35 anos que est√£o adquirindo suas pr√≥prias casas est√£o assumindo d√≠vidas muito maiores do que as gera√ß√Ķes anteriores, superando os $60,000 quando ajustados pela infla√ß√£o.

O suporte dos pais em diversas facetas da vida adulta

Os pais estão contribuindo de várias maneiras para sustentar seus filhos adultos. Além de ajudar com as despesas domésticas, muitos também cobrem contas de celular e assinaturas de serviços de streaming. Cerca de um terço desses jovens adultos optou por morar com os pais, uma escolha que, segundo a maioria, os ajudou financeiramente. Quase um em cada cinco americanos entre 30 e 34 anos precisam dessa ajuda parental para lidar com as despesas domésticas.

Acredita-se que 75% dos jovens adultos alcan√ßar√£o a independ√™ncia financeira de seus pais ‚Äúeventualmente‚ÄĚ, embora o estudo n√£o especifique um prazo para essa expectativa, destacando a press√£o financeira que tamb√©m impede esse grupo et√°rio de iniciar fam√≠lias.

Impactos na estrutura familiar e nos pais

A press√£o financeira n√£o somente retarda decis√Ķes importantes como casamento e filhos, mas tamb√©m impacta os pr√≥prios pais. Mais de um ter√ßo dos pais, especialmente aqueles com rendas mais baixas, relataram que ajudar seus filhos prejudicou sua situa√ß√£o financeira. Por outro lado, 14% dos pais afirmaram que receberam ajuda de seus filhos adultos, seja para despesas pontuais ou recorrentes, percentual que sobe para 29% entre pais de baixa renda.

Os filhos que moram com seus pais geralmente contribuem para o lar, com cerca de três quartos auxiliando no pagamento do aluguel, hipoteca ou outras despesas domésticas como alimentação.

Será que esta situação já existe no Brasil ?

 

Voltar ao topo

Posts relacionados

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade