Hibisco: o estonteante vermelho asiático e seus benefícios à saúde

Desvendando os segredos do hibisco, uma planta encantadora típica da Ásia, famosa pela beleza de suas flores vermelhas e pelos incríveis benefícios

Publicado 01/09/2023 às 07:34 por Alex Torres

Continua após a publicidade..

Originário da Ásia, o hibisco se destaca no universo da botânica não apenas pela sua aparência ornamental, caracterizada por flores de um vermelho vívido, mas também pelos benefícios que proporciona à saúde. Essa coloração fascinante é derivada de um potente antioxidante chamado antocianina, presente na mesma quantidade nas flores de hibisco, uvas e vinhos tintos.

A química do Hibisco

Além da antocianina, o hibisco é uma fonte rica de outros componentes benéficos como ácido málico, vitamina C e mucilagens. Esses componentes desempenham um papel crucial na promoção da saúde e no bem-estar humano.

Chá de Hibisco: o elixir da saúde

O chá de hibisco, amplamente conhecido e consumido, é uma panaceia para várias doenças. Devido à sua capacidade de acelerar o metabolismo, ele é um poderoso aliado para a perda de peso. O efeito termogênico do chá potencializa a queima de gordura e eleva o gasto metabólico basal.

Continua após a publicidade..

E mais, suas propriedades diuréticas ajudam a combater o inchaço e a acumulação de toxinas no corpo, melhorando até mesmo a aparência da pele.

Os benéficos do chá de hibisco não param por aí. Ele tem a capacidade de diminuir a pressão arterial, abaixar o colesterol ruim, fortalecer o sistema imunológico e combater a diabetes. Além disso, é um ótimo auxílio para aqueles que sofrem de déficit de vitaminas ou constipação intestinal.

Um reservatório de minerais

O chá de hibisco é incrivelmente rico em vitaminas e minerais, como cálcio, potássio, ferro, fósforo e magnésio. Esses sais minerais não só fortalecem a saúde óssea, mas também favorecem a saúde de maneira geral. Devido a sua alta concentração de fibras, o chá de hibisco também possui propriedades laxativas que ajudam a combater a constipação e o intestino preguiçoso.

Seu consumo deve ser equilibrado !

white ceramic teacup with tea

Contudo, é importante recordar que tudo em excesso é prejudicial. É recomendado que o consumo diário de chá de hibisco não ultrapasse quatro xícaras, pois o excesso pode sobrecarregar os rins e causar efeitos significativos no sistema nervoso central, como sonolência e dificuldade de concentração.

Além disso, a ingestão excessiva do chá pode afetar os hormônios, tornando-o contraindicado para mulheres grávidas ou que desejam engravidar. Nesses casos, o chá pode ser consumido, mas não mais do que uma vez por mês. Isso ocorre porque o hibisco tem componentes que interferem nos níveis de estrogênio, podendo até ser usado como anticoncepcional. Mulheres que sofrem com TPM ou outras condições do sistema endócrino devem evitar o chá de hibisco, pois pode causar piora e até dificuldade para engravidar.

Importante ressalva

É crucial destacar que a flor utilizada para a produção do chá é diferente do conhecido hibisco de jardim. Para o preparo do chá, utiliza-se as pétalas secas de hibisco, que possuem uma coloração vermelho-escuro forte. Ao preparar o chá, essa tonalidade permanece no líquido.

Como fazer o chá de hibisco?

Para preparar o chá de hibisco, você precisará de:

  • 2 colheres cheias (sopa) de hibisco seco
  • 1 litro de água

Aqueça a água até o ponto de fervura, adicione o hibisco e desligue o fogo. Tampe e deixe descansar por 5 a 10 minutos, coando em seguida. É melhor evitar a adição de açúcar, mas se necessário, use mel.

Aproveite o sabor do chá adicionando suco de laranja ou limão, algumas fatias de gengibre ou até mesmo canela. Lembre-se de preparar apenas a quantidade que será consumida no dia para evitar que o chá perca suas propriedades terapêuticas. Caso prefira, você pode fazer um chá gelado, deixando-o apenas uma hora na geladeira.

Cuidado! Devido à sua coloração concentrada, o chá de hibisco pode manchar tecidos, jarras e copos plásticos. Evite prepará-lo nesses recipientes e seja cauteloso ao manuseá-lo.

Interação com Medicamentos

green ceramic mug on wooden desk

Antes de incluir o chá de hibisco à sua rotina, é fundamental considerar suas possíveis interações com medicamentos. O hibisco pode potencializar ou reduzir os efeitos de remédios para pressão arterial, diabetes e anticoagulantes. Além disso, pessoas que estão em tratamento para câncer ou doenças do fígado devem consultar um médico antes de consumir o chá. Portanto, sempre é recomendável conversar com um profissional da saúde para avaliar qualquer possível contraindicação ou interação medicamentosa.

Sustentabilidade e Procedência

No contexto atual de crescente preocupação ambiental, é crucial saber a origem do hibisco que você consome. Opte sempre por produtos que sejam cultivados de forma sustentável, sem o uso de pesticidas ou outros produtos químicos que possam prejudicar tanto a sua saúde quanto o meio ambiente. Além disso, verificar a procedência ajuda a garantir que você está consumindo um produto de qualidade, que preserva as propriedades benéficas do hibisco. Dê preferência a marcas que fornecem informações claras sobre o cultivo e a origem de suas flores de hibisco.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade