Musicoterapia: A Melodia para Reativar a Memória

Explorando o poder da m√ļsica como ferramenta para atividade cerebral, a musicoterapia surge como uma pr√°tica que favorece a reten√ß√£o, recupera√ß√£o, armazenamento e exclus√£o de informa√ß√Ķes. A m√ļsica, especialmente aquela que nos toca de forma pessoal, pode ajudar a despertar mem√≥ri

Publicado 12/08/2023 às 07:49 por Alex Torres

Uma Dança entre a Memória e a Atenção

A mem√≥ria √© uma fun√ß√£o do c√©rebro que, em conjunto com a aten√ß√£o, permite n√£o apenas reter, mas tamb√©m recuperar, armazenar e descartar informa√ß√Ķes. A m√ļsica, principalmente aquelas que realmente apreciamos, pode auxiliar nesse processo, reavivando mem√≥rias do passado.

Existem diferentes tipos de mem√≥ria envolvidas em circuitos neurais distintos. A mem√≥ria musical, por exemplo, funciona independentemente das √°reas do c√©rebro respons√°veis por recordar detalhes de eventos que ocorreram ao longo de nossas vidas. Isso significa que, mesmo que algu√©m n√£o consiga lembrar o nome de seus familiares ou fatos de sua inf√Ęncia, ainda poder√° cantar uma m√ļsica completa ou tocar um instrumento, se j√° tiver essa habilidade. Al√©m disso, poder√° reviver a emo√ß√£o associada a essa mem√≥ria.

Musicoterapia e Demência

No caso de indiv√≠duos com dem√™ncia, a musicoterapia √© usada como uma interven√ß√£o terap√™utica para ativar mem√≥rias e associa√ß√Ķes, orienta√ß√£o temporal e espacial, permitindo um canal de comunica√ß√£o para recordar e revisitar eventos de vida, al√©m de melhorar o estado de √Ęnimo e funcionar como um facilitador social.

woman and child playing piano

Segundo a licenciada Daniela Arévalo, membro da Equipe de Musicoterapia do INECO, em pacientes com Alzheimer, a memória musical costuma estar intacta. Portanto, o objetivo primordial é acessar esses momentos significativos na vida do paciente, proporcionando experiências gratificantes, melhorando a autoestima e, consequentemente, sua qualidade de vida.

A licenciada Jorgelina Benavidez, tamb√©m membro da equipe de Musicoterapia do INECO, acrescenta que a m√ļsica e seus componentes desempenham um papel especial na reabilita√ß√£o ou estimula√ß√£o da mem√≥ria. Atrav√©s da musicoterapia, √© poss√≠vel atender a diversas necessidades, de acordo com o tipo de mem√≥ria afetada, utilizando t√©cnicas que combinam ritmo e melodia para facilitar o aprendizado e recorda√ß√£o de palavras, nomes de familiares, objetos cotidianos e procedimentos di√°rios.

Auxiliando a Memória com Playlists

Daniela Ar√©valo e Jorgelina Benavidez, que trabalham na √°rea de neuroreabilita√ß√£o de adultos com sequelas cognitivas, motoras, lingu√≠sticas, emocionais e sociais causadas por v√°rias doen√ßas neurol√≥gicas, sugerem uma s√©rie de exerc√≠cios para exercitar a mem√≥ria atrav√©s da m√ļsica:

  • Elaborar listas de reprodu√ß√£o (playlists) pode ser especialmente √ļtil para pessoas mais velhas, com o objetivo de facilitar o acesso a mem√≥rias da vida associadas √† sua m√ļsica.

√Č importante esclarecer que estes poss√≠veis exerc√≠cios e sugest√Ķes n√£o substituem um tratamento de musicoterapia, onde s√£o estabelecidos objetivos terap√™uticos voltados para a reabilita√ß√£o ou estimula√ß√£o de diversas √°reas: cognitiva, social, emocional, motora e/ou comunicacional, num processo de tratamento que se desenvolve e se sustenta atrav√©s da rela√ß√£o terapeuta-paciente.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade