Saúde dos olhos: práticas diárias essenciais. Seu guia ocular

Um olhar sobre a importância de cuidados diários com a saúde dos olhos e o impacto na qualidade de vida.

Publicado 05/09/2023 às 08:03 por Alex Torres

Continua após a publicidade..

Os olhos são duas jóias preciosas que nos dão a maravilha da visão, mas, com frequência, negligenciamos a importância da saúde ocular. O descuido pode gerar consequências graves no decorrer do tempo, que se estendem além da simples necessidade de usar óculos corretivos. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), a negligência com a saúde dos olhos pode levar a uma qualidade de vida diminuída, uma maior suscetibilidade à depressão, diabetes e várias outras condições de saúde.

Para evitar tais problemas, adotar práticas diárias simples pode fazer uma enorme diferença na saúde ocular, além de reduzir o risco de problemas futuros.

Proteção contra os raios UV

A exposição constante dos olhos aos raios ultravioleta (UV) pode resultar em danos graduais. Usar óculos de sol é uma medida eficaz para bloquear a luz UV prejudicial, diminuindo assim a probabilidade de distúrbios oculares como cataratas, queimaduras solares, câncer de olho e crescimentos ao redor dos olhos. A Academia Americana de Oftalmologia recomenda óculos polarizados com lentes cinza ou fumê, que oferecem proteção ideal contra os raios solares e reduzem o brilho.

Continua após a publicidade..

Intervalos no uso de telas

Passar muito tempo em frente a uma tela pode ocasionar problemas como olhos secos, desconforto no pescoço e ombros, visão borrada, dores de cabeça e cansaço visual digital, também conhecido como síndrome da visão de computador (CVS). Para combater a CVS, a Associação Americana de Optometria sugere a diretriz 20-20-20: a cada 20 minutos, mude o foco para um objeto a pelo menos 20 pés de distância por 20 segundos.

Pausas na leitura

turned on black Amazon Kindle e-book reader

A leitura, seja em telas ou em papel, pode exigir muito dos olhos. Segurar um livro ou dispositivo próximo por períodos prolongados pode contribuir para a miopia, afetando a visão à distância. Como nas pausas para a tela, adotar a regra 20-20-20 para fazer intervalos na leitura é recomendado. Configurar um temporizador pode ser uma forma eficaz de garantir o respeito ao intervalo de 20 minutos.

Atividade física

O exercício regular é benéfico para a saúde ocular, fortalecendo os vasos sanguíneos e reduzindo o risco de condições como o glaucoma e a retinopatia diabética. A Academia Americana de Oftalmologia sugere um mínimo de 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana, associado a dois dias de exercícios para fortalecimento muscular. Além disso, a prática de exercícios oculares enquanto sentado pode aliviar a tensão e o cansaço ocular.

Tempo ao ar livre

Tanto crianças quanto adultos devem priorizar o tempo ao ar livre, complementando o exercício indoor. Pesquisas indicam que atividades ao ar livre durante a infância estão relacionadas a um menor risco de desenvolver miopia na adolescência e idade adulta. Atividades como brincar em parques locais, caminhar na natureza e se envolver em brincadeiras ao ar livre contribuem para a saúde da família como um todo. Não se esqueça de usar óculos de sol ao ar livre.

Não fume

O tabagismo prejudica a saúde de diversas maneiras, incluindo um maior risco de condições oculares como catarata e degeneração macular relacionada à idade. A Administração de Alimentos e Medicamentos destaca que fumantes enfrentam duas a três vezes mais chances de desenvolver catarata e até quatro vezes mais risco de degeneração macular. Parar de fumar pode significativamente melhorar a saúde geral.

Alimentação nutritiva

As escolhas alimentares diárias afetam significativamente a saúde dos olhos. Uma dieta rica em vitaminas A, C e E, betacaroteno, ácidos graxos ômega-3, luteína, zeaxantina e zinco promove o crescimento celular, reduz a inflamação do tecido ocular e neutraliza os radicais livres prejudiciais.

A Academia Americana de Oftalmologia recomenda a inclusão dos seguintes alimentos em sua dieta regular:

  • Fontes de vitamina A e betacaroteno: Damascos, cenouras, melão, batata doce, pimentão vermelho, queijo ricota, manga.
  • Fontes de vitamina C: Toranja, laranjas, limões, tangerinas, pêssegos, morangos, tomates, pimentão vermelho.
  • Fontes de vitamina E: Abacates, amêndoas, manteiga de amendoim, germe de trigo, sementes de girassol.
  • Fontes de ômega-3: Halibute, sardinhas, salmão, atum, truta.
  • Fontes de luteína e zeaxantina: Couve, brócolis, ovos, ervilhas, couve, espinafre, alface romana, folhas de nabo.
  • Fontes de zinco: Feijão lima, feijão vermelho, feijão de olhos pretos, carnes magras vermelhas, ostras, cereais fortificados, aves.

Evite esfregar os olhos

Esfregar os olhos frequentemente pode ser prejudicial ou causar infecções. Olhos secos e cansaço ocular muitas vezes levam ao ato de esfregar, que, quando excessivo ou enérgico, pode resultar em problemas como visão reduzida ou borrada, dores de cabeça, inflamação e maior sensibilidade à luz. Além disso, esfregar os olhos com as mãos contaminadas pode causar conjuntivite (olho rosa). Em vez disso, use colírios ou solução salina para manter a umidade e a limpeza.

Lave as mãos

Antes de tocar no rosto, nos olhos ou manusear lentes de contato, é crucial lavar as mãos consistentemente. Quase 45 milhões de americanos usam lentes de contato e aproximadamente 1 em cada 3 enfrenta complicações, com 1 em cada 5 usuários de lentes de contato desenvolvendo infecções que podem danificar a córnea. A lavagem regular das mãos reduz significativamente o risco de doenças respiratórias e diarréicas, de acordo com o CDC.

Remova a maquiagem dos olhos

Remover a maquiagem dos olhos antes de dormir é uma prática com benefícios substanciais para a saúde ocular, frequentemente negligenciada. Essa rotina reduz o risco de inflamação das pálpebras, conhecida como blefarite, conforme aconselhado pela Rede de Optometristas.

Além disso, seguir boas práticas de maquiagem protege a pele e os olhos. Limite a maquiagem dos olhos a produtos especificamente projetados para essa área, substitua a maquiagem regularmente (especialmente após infecções oculares), evite aplicar maquiagem nas pálpebras internas e nunca compartilhe maquiagem dos olhos. Se usar pincéis ou esponjas para aplicação, certifique-se de limpá-los regularmente.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade