Transtorno de ansiedade tem cura? entenda seus efeitos e possibilidades de tratamento

Um olhar aprofundado sobre o transtorno de ansiedade, seus impactos na vida das pessoas e as possíveis abordagens de tratamento.

Publicado 01/09/2023 às 15:53 por Alex Torres

Em algum momento, todos nós já sentimos uma ponta de nervosismo, seja diante de uma apresentação importante, uma entrevista de emprego ou uma prova decisiva. No entanto, para algumas pessoas, essa ansiedade não é temporária. Ela persiste, intensifica-se e pode até mesmo se transformar em um transtorno. Essa é a realidade de muitos brasileiros, e pessoas ao redor do mundo, que lutam diariamente contra o transtorno de ansiedade.

O que é transtorno de ansiedade?

Segundo informa√ß√Ķes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estat√≠stica (IBGE), o transtorno de ansiedade afeta 3 em cada 10 brasileiros. A Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) estende essa realidade ao √Ęmbito global, afirmando que cerca de 33% da popula√ß√£o mundial sofre com a doen√ßa. Nos Estados Unidos, o Instituto Nacional de Sa√ļde Mental indica que aproximadamente 4% dos adultos, e quase 6% dos adolescentes, t√™m transtorno de ansiedade classificado como grave.

a woman standing on a sidewalk in the rain

Essa condi√ß√£o pode interferir significativamente na capacidade de uma pessoa prosperar na escola, no trabalho e em situa√ß√Ķes sociais. Tamb√©m pode afetar suas rela√ß√Ķes com a fam√≠lia e amigos. Felizmente, h√° tratamentos eficazes dispon√≠veis e, em alguns casos, os medicamentos podem desempenhar um papel importante, ajudando a controlar sintomas f√≠sicos, como tremores e sudorese. No entanto, estudos mostram que o tratamento psicol√≥gico, seja isolado ou em combina√ß√£o com a medica√ß√£o, √© altamente eficaz para a maioria das pessoas com transtorno de ansiedade.

Tipos de transtorno de ansiedade

Há vários tipos principais de transtorno de ansiedade, cada um com suas características específicas. Aqui estão alguns:

  • Transtorno de ansiedade generalizada: Caracterizado por uma preocupa√ß√£o persistente ou sentimentos de ansiedade. Os sintomas incluem inquieta√ß√£o, irritabilidade, tens√£o muscular, dificuldade de concentra√ß√£o e problemas no sono.
  • S√≠ndrome do p√Ęnico: Pode causar ataques de p√Ęnico recorrentes, incluindo sintomas como sudorese, tremor, falta de ar, taquicardia e sentimentos de medo excessivo. Um exemplo recente √© o caso da atriz Cleo Pires, que enfrentou um ataque de p√Ęnico que a impediu de embarcar em um voo.
  • Fobias: Consistem em medos intensos de certos objetos ou situa√ß√Ķes que causam ang√ļstia ou estresse.
  • Fobia social: Inclui o medo de situa√ß√Ķes sociais, onde a pessoa pode se sentir envergonhada ou julgada. Os sintomas comuns incluem dificuldade para fazer amigos e se afastar de situa√ß√Ķes sociais.
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): Inclui pensamentos persistentes e incontrol√°veis (obsess√Ķes) e rotinas ou rituais (compuls√Ķes).
  • Transtorno de estresse p√≥s-traum√°tico (TEPT): Pode se desenvolver ap√≥s um trauma f√≠sico ou emocional grave, como um desastre natural, acidente grave, assalto ou sequestro rel√Ęmpago.

Como um psicólogo pode ajudar?

Embora existam muitos tipos de transtornos de ansiedade, pesquisas sugerem que muitos ocorrem atrav√©s de processos semelhantes. Os psic√≥logos s√£o treinados para diagnosticar esses transtornos e ensinar aos pacientes maneiras mais saud√°veis e eficazes de lidar com suas rea√ß√Ķes. Uma dessas abordagens, conhecida como Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), √© altamente eficaz no tratamento desses transtornos.

Na TCC, os psic√≥logos ajudam os pacientes a identificar e gerenciar os fatores que contribuem para a ansiedade. Por meio do componente cognitivo da terapia, os pacientes aprendem a entender como seus pensamentos contribuem para os sintomas da ansiedade e, mudando esses padr√Ķes de pensamentos, podem reduzir a ocorr√™ncia e a intensidade dos sintomas.

Como identificar sintomas de transtorno de ansiedade?

a close up of a man's face with a blurry background

Reconhecer os sintomas do transtorno de ansiedade é o primeiro passo para buscar tratamento. Alguns dos sinais mais comuns incluem:

  • Palpita√ß√Ķes e taquicardia
  • Sensa√ß√£o de falta de ar ou asfixia
  • Ins√īnia ou sono agitado
  • Dificuldade de concentra√ß√£o
  • Sentimentos persistentes de preocupa√ß√£o ou medo
  • Comportamentos de esquiva para evitar situa√ß√Ķes que geram ansiedade

√Č fundamental consultar um m√©dico ou psic√≥logo para obter um diagn√≥stico preciso e elaborar um plano de tratamento adequado. Vale lembrar que a automedica√ß√£o pode ser perigosa e contraproducente.

Prevenção e qualidade de vida

Embora não seja possível eliminar completamente o risco de desenvolver um transtorno de ansiedade, algumas práticas de vida saudável podem ajudar na prevenção e no controle dos sintomas. Estas incluem:

  • Atividade f√≠sica regular: Ajuda na libera√ß√£o de endorfinas, que s√£o horm√īnios do bem-estar.
  • Alimenta√ß√£o balanceada: Uma dieta rica em nutrientes e baixa em subst√Ęncias estimulantes como cafe√≠na e a√ß√ļcar pode contribuir para o equil√≠brio emocional.
  • Mindfulness e medita√ß√£o: T√©cnicas de relaxamento e aten√ß√£o plena podem auxiliar no controle da ansiedade.
  • Redu√ß√£o de estressores: Identificar e minimizar fontes de estresse pode aliviar os sintomas de ansiedade.

Além dessas práticas, é altamente recomendado procurar orientação profissional para um tratamento personalizado e eficaz.

Fontes:

  • Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde
  • IBGE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estat√≠stica
  • American Phsychologial Association

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade