6 Coisas que você não sabia sobre dormir com o seu cãozinho

Desvendamos o hábito milenar de dividir o leito com nossos amigos caninos, explorando tanto seus aspectos positivos quanto as eventuais

Publicado 29/01/2024 às 08:00 por Cintia Dominguez

Continua após a publicidade..

Vamos começar com a parte boa! Desde o início

Desde a época do Egito Antigo, quando o próprio Rameses, o Grande, tinha seu cão Pahates como “Companheiro de Cama do Faraó”, até personalidades mais recentes como Rainha Vitória e o Cezar Pedro, o Grande, a prática de compartilhar a cama com cães é um costume que atravessou milênios. Atualmente, cerca de 42% dos donos de cães continuam essa tradição, e as razões para isso vão além da simples afeição. A ciência tem mostrado que esse costume pode ter impactos benéficos na saúde mental e emocional dos seres humanos.

brown short coated dog covered with orange and white blanket

  • Redução de ansiedade e depressão: Tal como um cobertor pesado, a presença de um cão ao dormir pode diminuir sentimentos de ansiedade e depressão.
  • Sensação de segurança: Os cães são ótimos vigias e podem alertar para movimentos ou ruídos estranhos durante a noite.

Leia Também: Tamanho não é documento! Essa descoberta sobre cachorros vai te surpreender!

  • Alívio de estresse pós-traumático: Veteranos de guerra e vítimas de crimes que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático relatam um alívio significativo de pesadelos quando acompanhados de seus cães de serviço.
  • Fortalecimento do vínculo: A convivência noturna pode intensificar a conexão entre o dono e seu pet.
  • Combate à solidão: Para quem vive ou dorme sozinho, a presença de um cão pode ser reconfortante.

Agora o lado ruim! Desvantagens de Dormir com Seu Cachorro

long-coated white and brown puppy

Apesar dos benefícios, existem aspectos negativos que podem afetar especialmente quem tem problemas de sono ou condições respiratórias. Pessoas com apneia obstrutiva do sono, asma, insônia ou alergias podem ter seus sintomas agravados pela presença de um animal de estimação na cama. Além disso, insetos e bactérias trazidos pelo animal podem representar um risco para a saúde.

Continua após a publicidade..
  • Influência na apneia do sono: A movimentação noturna do cão pode interromper o sono e agravar quadros de apneia, reduzindo a oxigenação sanguínea.
  • Agravamento de sintomas asmáticos: O contato com a caspa animal pode intensificar a falta de ar e até desencadear um ataque asmático.
  • Insônia: Em estudo, 20% dos participantes reportaram que a presença do pet no quarto era disruptiva. O sono fragmentado do cachorro pode afetar negativamente o sono do dono.
  • Alergias: A exposição a alérgenos de animais pode causar sintomas como congestão nasal e coceira.
  • Infecções e parasitas: O contato com a sujeira e fezes que os cães podem carregar para a cama pode resultar em infecções para o ser humano.
  • Relacionamento abalado: A presença do animal pode interferir na intimidade e atenção entre parceiros.

Tratando a Apneia do Sono com Especialistas

Se você não dorme com seu cachorro, mas enfrenta problemas de sono, como a apneia do sono, buscar ajuda especializada é essencial. A jornada para uma melhor qualidade de vida pode começar com um simples teste online ou uma consulta para identificar e tratar problemas que vão além da companhia noturna de seu amigo de quatro patas.

Mesmo que a tradição de dormir com cães venha de longa data, é importante ponderar os prós e contras dessa prática. A saúde e o bem-estar devem ser sempre considerados, e em alguns casos, é necessário reavaliar a presença do pet na cama. Se há amor pelos animais e também preocupação com a qualidade do sono, é válido buscar um equilíbrio que beneficie ambas as partes.

Voltar ao topo

Posts relacionados

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade