Auto análise: Principais sintomas e dicas para vencer a procrastinação

Você também sofre com uma explosão enorme de criatividade, mas não faz a mínima ideia de como dar continuidade a seus maiores projetos?

Publicado 28/11/2023 às 16:21 por Alex Torres

Existem essas figuras, quase sombras em meio √† nossa rotina, que nos fazem come√ßar projetos com entusiasmo e, de repente, nos vemos perdidos, sem concluir nada. √Č como se fosse um ciclo vicioso: iniciamos com energia, mas ela se desvanece, dando lugar a um vazio de realiza√ß√Ķes. E se eu disser que esse inimigo tem nome e que pode ser combatido? Sim, estou falando da procrastina√ß√£o e da resist√™ncia, duas faces da mesma moeda que mant√™m tantos talentos na in√©rcia.

Imagine um advers√°rio astuto, que opera nas sombras de nossas desculpas e justificativas. Esse √© o poder da resist√™ncia: uma for√ßa interna, trai√ßoeira, que sempre parece estar √† frente de nossas a√ß√Ķes. Ela se nutre de nossos medos, da nossa pregui√ßa e do nosso comodismo. Separando-nos da vida que imaginamos para n√≥s mesmos, a resist√™ncia √© a muralha invis√≠vel entre o presente e o futuro que ansiamos.

Você reconhece esses sinais? Iniciou exercícios físicos e parou? Teve uma ideia de negócio que foi esfriando até esquecer? Ou talvez se viu como um artista que não cria arte? Todos esses são sintomas de um confronto com a resistência.

A resistência e seus disfarces

  • Invisibilidade: Por ser interna, muitas vezes n√£o a percebemos, mas ela est√° l√°, influenciando nossas a√ß√Ķes.
  • Procrastina√ß√£o: Ela nos faz adiar nossos sonhos para ‚Äúsegunda-feira‚ÄĚ, para ‚Äúdepois do carnaval‚ÄĚ, para um ‚Äúmomento melhor‚ÄĚ.
  • Racionaliza√ß√£o: Criamos desculpas l√≥gicas para justificar nossa ina√ß√£o, escudando-nos da verdade que evitamos enfrentar.
  • Aliados da Resist√™ncia: √Äs vezes, s√£o as pessoas ao redor que, sem perceber, refor√ßam essa for√ßa negativa.

O que fazer?

woman in white shirt holding black and silver laptop computer

Tornando-se um Profissional

A grande virada de mesa acontece quando deixamos de ser meros amadores e nos tornamos profissionais naquilo que nos propomos a fazer. A chave está na mentalidade. Ser profissional não significa viver unicamente da sua arte ou projeto, mas sim adotar uma postura séria e comprometida com o seu processo criativo.

O profissional sabe que o caminho é longo, que o trabalho demanda persistência, e que o medo é um companheiro constante, mas que não pode ser um impedimento. Ele não se deixa levar pelas críticas, nem se embriaga com os elogios, mantém a mente focada, o ambiente organizado e, acima de tudo, age.

Seja seletivo em suas guerras

Para realmente triunfar sobre a resist√™ncia, √© preciso ser seletivo. N√£o podemos abra√ßar o mundo com todas as suas possibilidades e expectativas. √Č preciso escolher as batalhas que vale a pena lutar e dedicar-se a elas com afinco.

Seja essencialista, priorize projetos que ressoem com seus valores mais profundos e invista seu tempo onde ele realmente pode frutificar. A seletividade é uma ferramenta poderosa para manter o foco e dissipar as névoas da resistência.

Em suma, vencer a procrastina√ß√£o √© muito mais do que cumprir tarefas; √© um ato de autoconhecimento e coragem. √Č sobre transformar-se na vers√£o mais aut√™ntica e realizada de si mesmo, deixando uma marca indel√©vel no mundo, n√£o apenas como um profissional na sua √°rea, mas como ser humano em sua plenitude.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade