Gestão financeira versus o ciclo inevitável da escassez. Como acabar com ele?

Explorando como a infância em um contexto de escassez financeira pode delinear habilidades cognitivas e afetar a relação com o dinheiro na

Publicado 16/11/2023 às 19:47 por Alex Torres

Continua após a publicidade..

Considerado um dos maiores valores para muitos, o dinheiro assume um papel central em nossas vidas. Todavia, para a maioria das pessoas, ele parece ser um visitante fugaz, que mal chega e já está de partida. Este fenômeno, que alguns apelidam de “escapar”, é mais do que uma percepção casual – ele está enraizado em estruturas e ciclos psicológicos profundos.

Os ciclos da escassez

A teoria dos ciclos da escassez se aprofunda nas consequências do ambiente econômico no qual crescemos. Segundo essa teoria, crianças criadas em condições financeiras precárias acabam sofrendo limitações que vão além do material: afetam o próprio desenvolvimento cognitivo. O hipocampo, uma região cerebral chave para a aprendizagem, não se desenvolve de maneira adequada quando há uma deficiência material durante a infância. Isso ecoa em toda a vida adulta, onde as consequências desse início de vida menos favorecido se manifestam de maneiras sutis, mas significativas.

A falta de recursos durante os anos formativos não só restringe o acesso ao conhecimento e nutrição adequada, mas também molda a percepção de mundo da criança. Com menos estímulos e oportunidades, o desenvolvimento cognitivo é afetado e a capacidade de aprendizado fica comprometida. O imediatismo, a incapacidade de adiar gratificações em prol de benefícios futuros, torna-se uma tendência – um viés intertemporal que direciona o indivíduo a fazer escolhas que favorecem o presente em detrimento do futuro.

Continua após a publicidade..

Viés de sobrevivência e tunelamento

O viés de sobrevivência prevalece quando há uma urgência em aproveitar o momento presente, por não se ter certeza do amanhã. Este estado de constante alerta contribui para o que é conhecido como “tunelamento”, um fenômeno psicológico onde a visão de mundo de uma pessoa é tão focada nas suas dificuldades imediatas que acaba por negligenciar outras possibilidades ou caminhos.

Esse funil cognitivo torna ainda mais árdua a trajetória de quem deseja subir na escala socioeconômica. Modelos de sucesso raramente são observados no cotidiano dessas pessoas; muitas vezes, eles parecem distantes, limitados às narrativas das redes sociais. Quando uma pessoa habituada à escassez alcança uma condição financeira melhor, frequentemente não sabe como gerir o dinheiro devido à falta de referências e educação financeira.

Educação financeira: um aprendizado essencial

A gestão do dinheiro é uma habilidade que, como muitas outras, precisa ser aprendida e cultivada.

  • O dinheiro que “foge” é um sintoma de uma vida inteira sem o conhecimento ou a experiência de como poupar e investir.
  • Parece clichê, mas comer, exercitar-se e gerir finanças são todos aprendizados fundamentais para uma vida saudável e equilibrada.
  • Embora a genética possa influenciar certas predisposições, como a tolerância ao risco, a maior parte das habilidades pode e deve ser adquirida através da educação e da experiência.

Portanto, é crucial reconhecer que, para romper com os ciclos da escassez e desenvolver uma relação saudável e sustentável com o dinheiro, precisamos de mais do que vontade: é necessária uma transformação significativa no nosso modo de viver e aprender.

Qual o caminho para o empoderamento financeiro?

O caminho para a liberdade e o empoderamento financeiro passa por um entendimento mais profundo das raízes da nossa relação com o próprio dinheiro. Ao compreendermos os ciclos da escassez e adotarmos uma postura proativa de aprendizado, podemos começar a desenhar um futuro onde o dinheiro seja um aliado e não mais um visitante apressado que não se demora em nossas mãos.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade