Produção de veículos no Brasil cai 17% e evidencia falha em programa de descontos

Publicado 10/07/2023 à40 18h20

Continua após a publicidade..

Queda na produção e fracasso do programa de descontos

O mês passado foi marcado por uma queda de 17% na produção de veículos no Brasil devido às paralisações das montadoras. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a produção, que chegou a quase 230 mil veículos em maio, caiu para 190 mil em junho. Além disso, recentemente o governo anunciou o fim do programa de desconto para carros, que não atingiu os resultados esperados.

Geraldo Alckmin, vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, afirmou que o programa deu fôlego à cadeia automotiva e que o orçamento previsto foi totalmente utilizado. Estima-se que 120 mil veículos tenham sido vendidos com descontos entre R$ 2 mil e R$ 8 mil para carros de até R$ 120 mil. Entretanto, como mencionado na Revista Oeste em uma reportagem intitulada “Fracasso em quatro rodas”, o programa acabou beneficiando brasileiros ricos e integrantes da classe média.

Desafios enfrentados pela indústria automobilística nacional

O mercado automobilístico brasileiro enfrenta dificuldades há décadas, passando por diversas fases e problemas, como a falta de inovação e a dependência de benefícios governamentais. A relação próxima entre o Estado e a indústria automobilística acabou por mascarar e desviar a atenção das soluções que poderiam ser encontradas no próprio mercado.

Continua após a publicidade..

Um exemplo disso é a questão dos preços dos veículos no Brasil. Hoje, um carro popular mais barato custa cerca de 60 a 70 mil reais, o que é considerado caro para grande parte da população. Além disso, o perfil do consumidor mudou: os jovens têm demonstrado preferência pelo uso de aplicativos de mobilidade e transporte público, em vez de adquirir um veículo próprio.

Reforma tributária e impacto no setor automobilístico

A reforma tributária, que está em discussão no país, pode influenciar diretamente o mercado de veículos. No entanto, em vez de buscar soluções para diminuir os impostos e favorecer o consumo, algumas propostas, como o IPVA ecológico, acabam prejudicando, principalmente, os consumidores de baixa renda.

Diante desses desafios, é fundamental que a indústria automobilística repense suas estratégias e busque soluções mais efetivas e sustentáveis para enfrentar a atual conjuntura econômica e social do país.

Voltar ao topo

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade