Asteroide do tamanho de um avião se aproximará da Terra neste sábado. Saiba como assistir?

Um asteroide recém-descoberto e do tamanho de um avião, chamado 2024 BJ, terá uma aproximação bastante próxima da Terra neste sábado, e o

Publicado 25/01/2024 às 21:30 por Juliana Alves Naziazeno

Continua após a publicidade..

A comunidade astronômica está em alerta desde a recente detecção de um asteroide, identificado como 2024 BJ, no início deste mês. A rocha espacial, que possui dimensões comparáveis a de um avião, com até 37 metros de largura, fará sua máxima aproximação da Terra no sábado, 27 de janeiro. A proximidade do objeto com nosso planeta será menor do que a distância média que nos separa da Lua.

Observação ao vivo do evento cósmico

Para os entusiastas de fenômenos astronômicos, a notícia animadora é que o sobrevoo do asteroide poderá ser acompanhado em tempo real. Uma transmissão ao vivo será iniciada às 12:15 p.m. (horário da costa leste dos EUA), pelo Projeto Telescópio Virtual  ou pelo Facebook bem aqui. Segundo informações da NASA, o asteroide alcançará o ponto mais próximo da Terra às 12:30 p.m., deslocando-se a impressionantes 22,850 km/h.

Uma passagem segura

Após sua descoberta em 17 de janeiro e confirmação no dia seguinte, astrônomos calcularam que, apesar do encontro próximo, o asteroide 2024 BJ não oferece riscos para o nosso planeta. A rocha espacial, que faz parte dos asteroides Apollo – cujas órbitas em formato ovalado cruzam a da Terra – passará primeiro próximo à Lua antes de se aproximar da Terra.

Continua após a publicidade..
  • O asteroide Apollo 2024 BJ passará pela Lua antes das 9 a.m. e pela Terra três horas e meia depois.
  • A rocha não representa perigo para a Terra, como confirmado pelo Projeto Telescópio Virtual.
  • Asteroides do tipo Apollo são maioria entre os corpos celestes que cruzam a órbita terrestre e possuem potencial perigo.

Leia Também: Conheça Christina Koch, a Primeira Mulher a Orbitar a Lua na Missão Artemiss II

Prevenção contra ameaças futuras

Embora o 2024 BJ não seja grande o suficiente para ser considerado perigoso, a Terra está livre de ameaças de asteroides cataclísmicos – aqueles com mais de 1 km de extensão – pelos próximos mil anos. No entanto, caso um asteroide potencialmente devastador venha a ser identificado, cientistas já têm planos de contingência. Estratégias como desviar o asteroide com foguetes ou, em último caso, a detonação de armas nucleares no espaço, estão entre as opções consideradas para evitar uma catástrofe. A esperança, certamente, é que tais medidas extremas nunca precisem ser empregadas.

A passagem do 2024 BJ é uma oportunidade tanto para especialistas quanto para amadores observarem um fenômeno espacial fascinante, sem correr riscos. Enquanto isso, a comunidade científica continua vigilante, monitorando os céus e desenvolvendo soluções para proteger a Terra contra possíveis ameaças futuras.

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade