Fim da espera! Fortnite volta ao iPhone na União Européia.

A espera terminou: o aclamado jogo Fortnite está de volta aos dispositivos da Apple na Europa, graças a uma mudança legislativa que altera a

Publicado 26/01/2024 às 14:27 por Juliana Alves Naziazeno

Continua após a publicidade..

A Era da Abertura da App Store da Apple

A revolução no ecossistema de aplicativos móveis chegou com a introdução de uma legislação pioneira da União Europeia. A gigante dos games, Epic Games, agora poderá oferecer sua própria plataforma de distribuição digital em iPhones, um evento que marca o fim de uma restrição de quatro anos. Esse movimento é fruto de uma nova legislação que visa estimular a concorrência, permitindo aos usuários de dispositivos iOS na UE a liberdade de escolher lojas de apps alternativas a partir de março.

Privacidade e Segurança no Centro da Discussão

A Apple, conhecida por sua postura rigorosa em relação à segurança do usuário e à privacidade, sempre defendeu a exclusividade de sua loja de aplicativos como um meio de proteger seus clientes. No entanto, a empresa agora se vê obrigada a abrir as portas para outras lojas de aplicativos, embora continue a alertar sobre os potenciais riscos de segurança que essa mudança pode acarretar. A preocupação da Apple inclui o aumento de ameaças como malwares, fraudes e outros tipos de golpes que possam se infiltrar por meio de apps de terceiros.

A Epic Games foi enfática em sua posição contra as práticas monopolistas da Apple, retirando Fortnite da App Store em 2020. A narrativa pública em torno do conflito ganhou força quando Fortnite utilizou uma plataforma social para lançar um alerta: “Apple, o mundo está observando”. A mensagem destacava a importância da Lei dos Mercados Digitais da UE, conhecida como DMA, no processo de mudança que possibilitaria o retorno do jogo.

Continua após a publicidade..

Desenvolvedores e a Nova Economia de Aplicativos

silhouette of people standing near wall

Os desenvolvedores que não se adequavam às diretrizes da Apple ou resistiam ao pagamento das comissões impostas pela gigante tecnológica eram anteriormente excluídos. Com as novas regras, espera-se que um mercado mais aberto e equitativo surja, beneficiando tanto grandes empresas quanto negócios menores. O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, não escondeu seu descontentamento com as taxas da Apple, criticando especialmente o que chamou de “taxas indesejadas sobre downloads” e a “taxa de tecnologia básica”, que afeta diretamente os fabricantes de aplicativos.

Consequências além das Fronteiras da UE

Enquanto a UE avança com suas novas diretrizes, o Reino Unido observa atentamente, com a possibilidade de implementar regulações semelhantes por meio do Projeto de Lei dos Mercados Digitais, atualmente em discussão no Parlamento.

A Apple se comprometeu a oferecer aos usuários da UE opções expandidas de navegadores e lojas de aplicativos, ressaltando seu esforço contínuo em manter altos padrões de qualidade e segurança. A empresa também mencionou que as mudanças nas políticas limitariam sua capacidade de oferecer suporte em casos de reembolso ou fraude para aplicativos que usam processamento de pagamento alternativo.

Comparativo com o Ecossistema Android

O Android já possuía um ambiente mais diversificado de lojas de aplicativos e, como resultado, enfrentava mais desafios com malwares. A Apple e a UE buscam um equilíbrio entre manter mercados competitivos e abertos sem comprometer a segurança dos usuários.

Em resumo, a nova era digital promete transformações significativas na forma como os aplicativos são distribuídos e consumidos na Europa, sendo um marco na história dos sistemas operacionais móveis e na indústria de jogos eletrônicos.

 

Mais sobre o assunto

Voltar ao topo

Posts relacionados

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade