Resenha de Duna Parte 2: Uma obra-prima que supera expectativas. Sem Spoiler

Descubra por que Duna Parte 2 é considerado uma obra-prima que eleva a franquia a um novo patamar, com personagens envolventes e cenas de ação

Publicado 02/03/2024 às 10:35 por Viviane Grecilo Torres

Falando reto e sem rodeios, Duna Parte 2 vai te pegar de jeito! Pra quem, assim como eu, curtiu o primeiro filme, se prepare, porque a sequência é simplesmente arrebatadora. Com uma expansão de universo que deixa a gente de queixo caído, personagens novos que agregam demais e uma evolução dos protagonistas que é de aplaudir de pé, Duna Parte 2 é um upgrade fenomenal na saga.

Uma experiência cinematográfica inesquecível

A expectativa era alta, mas o filme conseguiu superar cada uma delas. Geralmente, a gente fica com um pé atrás com sequências, mas esqueça essa regra! Duna Parte 2 faz o primeiro filme parecer um aperitivo perto do banquete que é essa continuação.

Uma história que flui como nunca

Esque√ßa aqueles coment√°rios sobre o primeiro filme ser arrastado. Duna Parte 2 traz uma hist√≥ria din√Ęmica, com um ritmo que n√£o d√° brecha pra bocejos. A sensa√ß√£o √© que o filme pega no tranco desde o come√ßo, dispensando introdu√ß√Ķes longas e mergulhando direto na a√ß√£o e no desenvolvimento dos personagens.

Combates que deixam marcas

Outro ponto alto são as cenas de luta. Se você achou as do primeiro filme boas, prepare-se para ter a mente explodida. As coreografias estão mais intensas, perigosas e, o melhor, mais frequentes.

Novos personagens que brilham

Os novos rostos introduzidos nessa sequência são um show à parte. Austin Butler, por exemplo, entrega uma performance que rouba a cena. E a evolução dos personagens que já conhecíamos? Nossa, é de cair o queixo. O crescimento deles é palpável, fazendo com que a gente se conecte ainda mais com suas jornadas.

Uma obra-prima técnica e artística

Na parte t√©cnica, Duna 2 n√£o deixa pedra sobre pedra. Os efeitos visuais, a trilha sonora, a montagem‚Ķ tudo est√° num patamar de excel√™ncia que faz jus ao termo ‚Äúobra-prima‚ÄĚ. E a atua√ß√£o de Timoth√©e Chalamet? Sem exagero nenhum, √© a melhor de sua carreira at√© agora. N√£o me surpreenderia se rolasse uma indica√ß√£o ao Oscar!

Portanto a obra é uma experiência cinematográfica que redefine o que esperamos de filmes de ficção científica. Denis Villeneuve conseguiu expandir o universo de Duna de maneira magistral, preparando o terreno para mais aventuras nesse mundo fascinante.

Voltar ao topo

Posts relacionados

Empregamos cookies indispensáveis e tecnologias correlatas, conforme nossa Política de Privacidade. Ao prosseguir com a navegação, você expressa seu consentimento com tais termos. Politica de Privacidade